O que é bom está aqui!

A LUTA CONTRA O CÂNCER

in Saúde by

 

Ainda hoje, a palavra câncer assusta muita gente. Seu histórico de tratamento e morte causa certa preocupação para as pessoas, principalmente aquelas que são diagnosticadas. E não é por menos. Afirma-se que anualmente 8 milhões de pessoas morrem devido a um tipo de câncer e 14 milhões são diagnosticadas todo ano.

Números que assustam, mas que não podem ficar invisíveis. Por trás de cada tratamento, a esperança e forma de continuar. Por isso, quanto mais cedo for o diagnóstico melhor os resultados.

Como surge o câncer?
Primeiramente, o câncer é uma alteração no organismo que faz com que um conjunto de células se multiplique de formas descontrolada. Não existe de fato uma explicação que esclareça como exatamente o câncer surge, porque já aparece tão cedo em crianças ou até em pessoas que tem uma vida saudável.

De acordo com Organização Mundial da Saúde (OMS) a consequência do câncer pode ser resultados comportamentos alimentares, como falta de exercícios, baixos consumo de frutas e verduras, uso de álcool e tabaco e ainda o consumo de alimentos industrializados, e o componente genético.

No artigo “Múmias egípcias provam que câncer é feito pelo homem”, o escritor e pesquisador norte-americano Terrence Aym acredita que os fatores causadores do câncer são as sociedades afetadas pela industrialização moderna. No texto o pesquisador faz uma comparação das antigas civilizações com as de agora. O câncer era algo raro e hoje é comum.
Quais os tipos de câncer que mais matam?
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os tipos de câncer mais comuns são os de pulmão, mama, colo-retal, estômago e fígado. Já os que mais matam são: pulmão, estômago, próstata, mama, fígado, pâncreas e leucemia.

Muito subjetivo, tudo depende de cada pessoa. Muitas vezes o câncer de pulmão pode não ser tão grave em uma pessoa, já em outra sim. Tudo depende do tipo de câncer, saúde da pessoa, se foi descoberto cedo. Por isso, vale alguns cuidados básicos para prevenir o câncer:

As mulheres precisam prevenir o câncer de mama. Desde uma atividade física, alimentação saudável e até ‘apalpar’ os seios para ver se não há nenhum nódulo;
O sol é muito importante para o ser humano. Mas é necessário ter cuidados. Evitar exposição excessiva em horários muito quentes, quando a radiação é maior;
Não fumar. O tabaco pode aumentar os riscos de câncer no pulmão;
Cuidar com o excesso de bebida alcoólica. E claro, cultivar uma relação saudável com a família e amigos;
Quando alguém da família é diagnosticado com câncer, costuma trazer um desgaste emocional para toda a família.
Mesmo que o diagnóstico seja esse é preciso ser forte, pois a medicina avança e melhores são os resultados.

“Encarar tratamentos é dolorido não apenas para o paciente como também para a família.”


Se houver morte, é preciso força de vontade para continuar. Não viver com medo de que o câncer possa chegar a toda a família. Sempre é preciso levar em conta o quadro pessoal de saúde de cada pessoa. Existem muitos casos positivos e sabemos que o apoio da família toda é fundamental.

Conheça os primeiros sintomas que surgem antes do câncer ser diagnosticado

Muitos tipos de câncer podem ser diagnosticados com exames preventivos e periódicos, ou seja, quanto mais cedo o diagnóstico for detectado, maiores serão as chances de cura para o paciente. Alguns sintomas podem revelar o surgimento do câncer. Especialistas do Instituto de Oncoguia, alertam para sintomas que persistem por um grande período de tempo. Mas isso não significa que o surgimento destes sintomas estejam relacionados a algum tipo de câncer.
Em alguns casos, o paciente apresenta febre repentinamente, que desaparece sem deixar diagnósticos e sem a necessidade do uso de medicamentos para combatê-la. Os especialistas explicam que a febre é considerada uma reposta do sistema imunológico, que avisa quando algo fora do normal está acontecendo em nosso organismo. A maioria dos pacientes diagnosticados com câncer, apresentam febre em determinados momento da doença. Na maioria das vezes, essas febres aparecem e somem por cerca de três vezes durante a semana.

Sentir-se cansado a todo o instante.
Geralmente as pessoas diagnosticadas com câncer, costumam se sentir muito cansadas, mesmo com uma boa noite de sono o cansaço é enorme. Isso ocorre porque as células sanguíneas sofrem uma alteração, isso faz com que os órgãos como cérebro, entre outros órgãos vitais, não recebam oxigenação de forma normal e isso acaba provocando um cansaço sem cura.
Perda de peso repentina.
Caso a pessoa perca muito peso em um curto período de tempo, sem praticar atividades físicas, ou seguir uma dieta rigorosa, isso pode ser diagnóstico de câncer. Em alguns casos, essa condição pode estar relacionada ao câncer de estômago, pâncreas, esôfago ou pulmão.
Feridas que não cicatrizam.
Feridas que surgem de forma repentina e costumam levar mais de 30 dias para cicatrizar também podem estar relacionadas aos sinais de

câncer. Isso ocorre devido ao organismo fraco, por decorrência do sistema imunológico baixo. Na maioria das vezes, as plaquetas responsáveis pela cicatrização do organismo diminuem dramaticamente.
Sangramentos.
Alguns tipos de sangramentos podem estar relacionados a algum tipo de câncer. A tosse, quando acompanhada de sangue, pode estar relacionada ao câncer de pulmão. Sangue na urina pode estar relacionado ao câncer de bexiga. O sangue nas fezes pode estar relacionado ao câncer de intestino e assim por diante. Entretanto, antes de qualquer diagnóstico, é fundamental que o paciente procure pela ajuda de algum especialista para que possa receber o tratamento qualificado o quanto antes.

 

Máquina de Vendas

Willian de souza Faria nasceu dia 12/04/1985 na cidade de Jaú no estado de São Paulo. Participante da elaboração da Revista Guia, criação de Dorival Nascimento. Em 2013, Willian Faria prestou serviço como assessor de imprensa da Casa de Apoio Vale do Ivaí, empresa que atua no setor da saúde na capital do estado do Paraná. Em Curitiba o trabalho ocupou período integral de sua carreira, onde aprendeu a trabalhar com assistencialismo. No ano de 2014 atuou como assessor do Deputado Federal Zeca Dirceu (PT). Passou pela assessoria de imprensa da Prefeitura de Nova Londrina e atua como assessor de imprensa do prefeito Vico. Foi assessor de comunicação social da Prefeitura de Marilena (PR), e possui experiencia em consultoria política.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Latest from Saúde

Go to Top